Artigo anterior
Próximo artigo
Capital de giro - o que é e como calculá-lo?

Capital de giro - o que é e como calculá-lo?

1/3/2023

-

7 min

O capital de giro ou capital de giro representa os recursos disponíveis para que a empresa possa cumprir suas obrigações de pagamento a curto prazo. 

O que é o Fundo de Capital de Giro?

O capital de giro pode ser definido como a capacidade da empresa de pagar suas dívidas no curto prazo.

Dentro do Balanço, a fim de calcular o capital de giro, é necessário concentrar-se no Ativo Circulante e no Passivo Circulante, e fazer cálculos que vão desde estimativas simples até estimativas cada vez mais complexas.

Para que é utilizado o Fundo de Capital de Giro?

O capital de giro é utilizado para a tomada de decisões, dependendo das necessidades dos usuários da informação. 

  • Na área de tesouraria, o capital de giro é útil para organizar o fluxo de caixa. Nesta última ferramenta, é essencial conseguir uma estimativa adequada dos prazos máximos que a empresa tem para gerar renda em dinheiro ou seu equivalente, que deve ser utilizada para cumprir o pagamento de obrigações e outras dívidas de curto prazo, por exemplo: pagamento de salários, fornecedores, impostos e taxas por serviços, entre outros.

  • Na área de marketing, o capital de giro é útil para definir as políticas de financiamento dos clientes. Por exemplo: se for realizada uma promoção de vendas em prestações sem juros, é necessário considerar o impacto que esta decisão pode ter no fluxo de renda da empresa, com seu correspondente efeito no cálculo do capital de giro.

  • Na área de compras, o capital de giro é útil para negociar o financiamento que o fornecedor de insumos para a empresa pode fornecer. Por exemplo: se o fornecedor oferece um generoso desconto comercial para pagamento à vista e a empresa o aceita sem mais delongas, é possível que, no fluxo de caixa, a empresa não tenha o dinheiro necessário para atender ao pagamento exigido.

  • Na administração sênior, o cálculo do capital de giro pode ser necessário ao tomar decisões comerciais que impactam as finanças da empresa a curto prazo.

  • O órgão dirigente precisa conhecer o capital de giro para saber se pode distribuir lucros a curto prazo sem afetar o funcionamento normal da empresa.

  • Alguns terceiros, tais como fornecedores, podem precisar conhecer o capital de giro da empresa para poder contar com o financiamento da compra.

Conteúdo relacionado

Como calculá-lo: Fórmula de capital de giro

Existem fórmulas de complexidade variável para o cálculo do capital de giro, dependendo das necessidades técnicas. 

Cálculo simples do capital de giro

O Ativo Circulante e o Passivo Circulante do Balanço são comparados globalmente, sem considerar itens específicos.

Capital de giro = Ativo circulante - Passivo circulante

Capital de Giro Positivo: Ativo Circulante > Passivo Circulante

Fondo de Maniobra negativo: Activo Corriente < Pasivo Corriente

Cálculo simples do Fundo de Capital de Giro, além do Hiato de Liquidez

Além da fórmula tradicional de capital de giro, representada pela diferença entre Ativo Circulante e Passivo Circulante, há outra fórmula complementar que analisa o tempo necessário para estabilizar o capital de giro relacionado ao negócio principal da empresa, e é chamada de Lacuna Financeira ou índice de velocidade no ciclo de caixa.

Exemplo de Desvio Financeiro: Taxas de Velocidade

Cálculo do Capital de Giro pelo Método Analítico

O capital de giro calculado pelo método analítico permite que a composição dos elementos relevantes do Ativo Circulante e do Passivo Circulante seja devidamente considerada no cálculo.

Capital de giro zero:

Capital de giro zero

Capital de giro positivo:

Capital de giro positivo

Capital de giro negativo:

Interpretação do Fundo de Capital de Giro

O capital de giro pode ser positivo ou negativo, ou mesmo neutro.

Capital de giro positivo

Este resultado implica que os recursos para cumprir as obrigações a curto prazo são suficientes para pagar as dívidas a curto prazo, e há até mesmo um excesso de recursos. Manter um capital de giro positivo, mas deixar uma grande margem de recursos ociosos, não é necessariamente bom para a empresa, pois o dinheiro não é investido adequadamente.

Capital de giro negativo

Este resultado implica que os recursos para cumprir as obrigações de curto prazo são insuficientes para pagar as dívidas de curto prazo, ou seja, existem claros problemas atuais de liquidez. 

Se o resultado do capital de giro for zero, isso significa que a empresa não tem recursos excedentes, mas também não tem dívidas que não possam ser pagas a curto prazo. Em nível financeiro, um capital de giro zero é, em última instância, um capital de giro negativo, pois não há excedentes e, no caso de eventos imprevistos, o capital de giro zero pode se tornar negativo.

Como melhorar o capital de giro das empresas?

Há uma série de métodos para melhorar o capital de giro. Alguns podem ser alcançados através de decisões comerciais e outros dependem de nossos terceiros, com os quais devemos negociar.

1 - Acelerar o ciclo de coletas: para reduzir a lacuna financeira e manter o capital de giro equilibrado, é melhor ter ciclos curtos de coletas.

2 - Equilibrar o ciclo de pagamento com o ciclo de coleta: se os ciclos de coleta são longos, o ciclo de pagamento não pode ser curto, pois gera problemas de liquidez; por outro lado, se os ciclos de coleta são rápidos, mas os ciclos de pagamento são muito longos, podem ser gerados recursos ociosos, a menos que sejam investidos adequadamente.

3 - Refinanciamento de dívidas de curto prazo para longo prazo: neste caso, é necessário avaliar os custos de refinanciamento, e optar por dívidas de médio prazo a taxas fixas, a fim de reduzir o impacto das dívidas de curto prazo no capital de giro, mas sem gerar prejuízos financeiros para a empresa.

4 - Gestão Eficiente de Estoques: para evitar excesso de estoque ou falta de estoque, mas ao mesmo tempo, equilibrando o ciclo de estoque e reduzindo a lacuna financeira.

5 - Procure alternativas financeiras: nem sempre é necessário financiar-se com fornecedores, é possível comprar de fornecedores, mas financiar-se com créditos bancários, com fundos para PMEs, com subsídios para empresários, e até mesmo com moratórias fiscais.

6 - Controle da retirada de dividendos: Os investidores precisam cobrar seus dividendos, que é o retorno de seu investimento na empresa. Entretanto, saques maciços de dinheiro ou equivalentes em dinheiro em um único mês, por exemplo, podem causar sérios problemas de capital de giro.

Sistemas de conformidade efetivos
Baixe nosso aplicativo

Artigos relacionados

Binance sob escrutínio: alegações de cumplicidade com grupos terroristas

Binance sob escrutínio: alegações de cumplicidade com grupos terroristas

A Binance é uma empresa de câmbio de criptomoedas que está enfrentando acusações de lavagem de dinheiro.

19.12.2023
-
Leia o artigo
EBITDA. O que é, como calculá-lo e analisá-lo

EBITDA. O que é, como calculá-lo e analisá-lo

O EBITDA é um importante indicador financeiro para entender os lucros da empresa. Nós lhe dizemos como calculá-lo e interpretá-lo.

1.3.2023
-
Leia o artigo
Índices financeiros. O que eles são e que tipos existem

Índices financeiros. O que eles são e que tipos existem

Os índices financeiros são fundamentais para a gestão econômica das empresas. Descubra os tipos de rácios financeiros que existem.

1.3.2023
-
Leia o artigo

Inscreva-se

Assine a nossa newsletter

Não me interressa