Artigo anterior
Próximo artigo
O que é KYC (Know Your Customer) e como se relaciona com a AML?

O que é KYC (Know Your Customer) e como se relaciona com a AML?

1/3/2023

-

7 min

Os conceitos de KYC(Know Your Customer) e AML(Anti Money Laundering) estão intimamente relacionados. Se você puder combinar KYC e AML, você agregará valor à sua organização.

O que é KYC?

Elvia Zacher, autora de Compliance Without Borders, fornece uma definição abrangente da prática da KYC,"Conheça seucliente". Ela afirma que "é um princípio fundamental aplicado pelas instituições financeiras para realizar uma gestão adequada dos riscos comerciais e minimizar a exposição da organização, impedindo práticas ilícitas como lavagem de dinheiro, corrupção ou o financiamento do terrorismo".

É possível afirmar que a KYC, ou Know Your Customer, é uma prática de investigação exaustiva de nossos clientes, fornecedores, funcionários, parceiros comerciais, intermediários e pessoas de grande implicação nos negócios de nossa empresa, qualquer que seja a atividade realizada, e não apenas entidades financeiras.

O que é o processo Conheça seu cliente?

A KYC, agora exigida pelos padrões internacionais e locais como um meio preventivo para combater a lavagem de dinheiro, financiamento do terrorismo, atos de corrupção e outros crimes corporativos, é um processo simples e eficaz que está em vigor há anos no mundo da auditoria.

Longe de ser exaustivo, é possível identificar as etapas essenciais no processo Conheça Seu Cliente:

1 - Entrevista com o cliente: consiste em fazer um primeiro contato com o cliente, o fornecedor, o parceiro comercial potencial, com o qual existe a intenção de estabelecer relações comerciais. Esta entrevista pode ser formal ou informal, dependendo da cultura das partes, das características do negócio, da forma de contato com o cliente. Pode ser presencial ou virtual, em um escritório, em um restaurante ou mesmo em um ambiente recreativo.

2 - Solicitar informações relevantes para o negócio: é essencial saber quem são os acionistas ou proprietários da empresa, seus diretores, o organograma, o pessoal, o centro de operações, as jurisdições onde ela opera, as atividades principais e secundárias, a complexidade das operações, as características do negócio, os serviços que ela terceiriza, as normas legais que ela aplica, as demonstrações financeiras, a situação fiscal, problemas legais, econômicos, fiscais, de reputação, tecnológicos e ambientais que a empresa possa ter, as relações com o governo em nível local, nacional ou internacional, a concorrência, o ciclo de vida de seus produtos ou serviços, o programa de conformidade, as certificações que possui, entre outras informações de interesse.

3 - Cruzar as informações recebidas do cliente com registros públicos: todas as informações devem ser verificáveis com fontes de informação válidas e conhecidas publicamente. As fontes de informação confiáveis incluem: registros públicos locais, nacionais e internacionais, bancos de dados de bancos centrais, agências de cobrança, organizações internacionais como a OFAC, entre outras.

4 - Prepare um relatório e um painel de controle para a tomada de decisões: os negócios podem ser a porta de entrada para o crescimento da organização ou podem ser a porta de saída do mundo dos negócios, tudo depende da decisão que for tomada. Ter um relatório completo, oportuno, eficiente e claro sobre os riscos associados a um determinado negócio é essencial para tomar decisões eficazes, que podem ser a chave para o sucesso do negócio.

5 - Informações "vivas": Gustavo Regner, em Compliance Without Borders, afirma que os mapas de risco são um "animal vivo ". Neste sentido, as informações coletadas do futuro cliente não podem ser congeladas a tempo. Ao iniciar um negócio, deve-se levar em conta que a informação está "viva", que está em constante mudança, portanto é dever do cliente informar cada mudança que ocorre na informação, de forma oportuna, segura, simples e completa ao mesmo tempo.

O que é AML?

AML (Anti-Lavagem de Dinheiro) é o conjunto de regras legais locais, nacionais e internacionais que proíbem a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo.

A este respeito, é importante diferenciar estes conceitos:

O que é lavagem de dinheiro?

O processo de transferência de dinheiro obtido ilegalmente, através de pessoas ou contas legítimas, de modo que sua fonte original não possa ser rastreada.

O que é financiamento do terrorismo?

É o processo pelo qual os terroristas financiam suas operações, através de fundos obtidos legal ou ilegalmente, para realizar atos terroristas.

Quais são as diferenças entre a KYC e a AML?

A KYC e a AML diferem na extensão do conhecimento do cliente e na justificativa do procedimento. 

Essencialmente, a KYC ou "conheça seu cliente" é uma necessidade para empresas que administram seus riscos comerciais, a fim de tomar decisões eficazes antes, durante e após o processo de negociação com um cliente, um fornecedor, um funcionário, um parceiro de negócios, etc.

Em contraste, os procedimentos AML ou "anti-lavagem de dinheiro" envolvem uma série de medidas que vão além do gerenciamento normal de riscos comerciais. Envolve a investigação da possibilidade de transações suspeitas envolvendo crimes internacionais de lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo. As declarações juramentadas e cláusulas contratuais especiais, por exemplo, são medidas AML específicas.

Por que a KYC e a AML estão relacionadas?

Os procedimentos para a prevenção da lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo (AML) incluem medidas convencionais da KYC, mas também investigações específicas sobre lavagem de dinheiro, comércio exterior, evasão fiscal, balanços falsos, relações com governos, entre outros. 

As empresas são agora obrigadas a aplicar os procedimentos KYC e AML juntas para demonstrar uma gestão de risco adequada de terceiros, especialmente clientes, fornecedores, intermediários, funcionários e parceiros comerciais.

María Jaureguízar e Néstor Aparicio, na Compliance Without Borders, discutem a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo, e sua relação com os processos da KYC. "O crime organizado transnacional e o terrorismo internacional são um flagelo globalizado que nenhuma empresa pode ignorar a fim de garantir integridade, paz e segurança para todos os seus funcionários e partes interessadas. Neste sentido, a matriz pode implementar os mesmos relatórios KYC (Know Your Customer) e medidas de transparência para garantir um padrão internacional em conformidade com as recomendações do GAFI 40".

Quais são os benefícios da KYC para as empresas?

Alguns benefícios dos procedimentos da KYC para empresas são:

- Gestão de risco eficiente e oportuna

- Controles internos efetivos

- Prevenção de riscos de terceiros com impacto indireto sobre a empresa

- Melhoria da reputação comercial

- Acesso aos mercados internacionais

- Obtenção de melhores oportunidades de negócios

- Aumento do retorno sobre o investimento (ROI)

Estes processos de KYC e Due Diligence em operações destinadas a prevenir o crime de AML devem necessariamente incorporar um elemento tecnológico, eliminando assim aspectos manuais que nos expõem a erros não intencionais e mapas de risco desatualizados. 

A tecnologia tornará nosso processo mais eficaz e eficiente, para que possamos ter uma visão dinâmica de cada um dos processos e atores que podem prejudicar seriamente nossa reputação. 

Tecnologias aplicadas aos processos de conformidade
Baixe nosso aplicativo

Artigos relacionados

A gestão do Modelo de Gestão de Conformidade por terceiros

A gestão do Modelo de Gestão de Conformidade por terceiros

A eficácia do Modelo de Gestão de Conformidade também está em sua aplicação a terceiros, já que seu nível de desempenho, sem dúvida, é...

15.11.2022
-
Leia o artigo
Compliance e Blockchain, muito mais do que moedas criptográficas e contratos inteligentes

Compliance e Blockchain, muito mais do que moedas criptográficas e contratos inteligentes

O que mais fortaleceu a Blockchain foi o setor financeiro, bancos e startups e algumas comunidades de entusia surgiram....

15.11.2022
-
Leia o artigo
ROA e ROE - o que eles são, fórmulas e como relacioná-los.

ROA e ROE - o que eles são, fórmulas e como relacioná-los.

O cálculo do ROE e ROA de uma empresa é importante para sua gestão financeira. Nós lhe dizemos como fazê-lo de uma maneira simples.

1.3.2023
-
Leia o artigo

Inscreva-se

Assine a nossa newsletter

Não me interressa