Artigo anterior
Próximo artigo
Factoring. O que é e as diferenças com a confirmação

Factoring. O que é e as diferenças com a confirmação

31/3/2023

-

7 min

Factoring, Reverse Factoring ou Confirming são ambas opções de financiamento disponíveis às empresas para a gestão de faturas, sejam elas faturas a receber ou a pagar. 

A má administração de cobranças e pagamentos pode levar a problemas de solvência e a uma percepção negativa por parte de clientes e fornecedores da real capacidade de pagamento e gestão empresarial da empresa.

O que é factoring

O factororing é um tipo de contrato não formal e atípico, que pode tomar a forma de um contrato de adesão ou com cláusulas pré-estabelecidas de natureza consensual, bilateral, onerosa e de execução sucessiva. 

Através dela, uma cessão de crédito é feita pelas empresas que possuem valores a receber, autorizando as instituições financeiras a conceder adiantamentos sobre valores de vendas; a adquiri-los em risco e, em seguida, a administrar sua cobrança.

A entidade que fornece o serviço de financiamento utilizando o factoring participa ativamente do papel de cooperação e colaboração com a empresa cedente, uma vez que realiza um processo de seleção de clientes potenciais a quem o serviço pode ser oferecido, realizando previamente uma avaliação dos riscos de crédito desses devedores.

Também permite à empresa aumentar seus recursos líquidos sem ter que esperar uma determinada data para a cobrança da dívida, o que representa um aumento do ativo circulante disponível em seu balanço patrimonial e uma melhoria em seus índices de balanço.

Conteúdo relacionado:

Como funciona o factoring

Primeiramente, devemos determinar as partes envolvidas neste tipo de contrato, que são três, a saber

  1. Cedente: que serão as empresas que geram os créditos comerciais e celebram o contrato de factoring.
  2. Devedor: pessoas físicas ou jurídicas que têm a obrigação de pagar somas em dinheiro, em particular créditos comerciais.
  3. Factor-factoring entity: as instituições financeiras que são responsáveis por realizar a operação de factoring.

O Factoring envolve a atribuição total ou parcial de seus créditos comerciais de curto prazo, a transferência das faturas emitidas e a obtenção do dinheiro automaticamente da entidade financeira, deduzindo uma porcentagem correspondente à comissão e aos encargos de juros. 

Desta forma, o cedente transfere a cobrança dos créditos e faturas existentes a seu favor para o fator, obtendo em troca o dinheiro para estas operações com antecedência, com desconto de juros e comissões a favor do fator.

Benefícios do factoring

Quando as partes decidem celebrar um contrato de factoring, a empresa cedente favorece a eliminação do risco de refletir saldos com falta de liquidez imediata, uma vez que através deste contrato, o fator adianta o fluxo de caixa necessário para o crédito atribuído. 

Outra das vantagens proporcionadas por esta figura é que ela é um instrumento útil para a gestão responsável e projetada da forma como a empresa cedente administra suas finanças e recursos a médio e longo prazo. Isto permite que a empresa tenha solvência suficiente para poder considerar estas possibilidades no caso de surgirem oportunidades de negócios.

Tipos de fatorização

Existem diferentes tipos de fatores, no entanto, nos referiremos aos que são mais comuns no setor comercial.

Factoring de acordo com a entidade que o oferece

Faturamento de bancos

Também conhecido como "factoring tradicional", é o que é solicitado estritamente aos bancos.

Factoring não bancário

Aqui, a gestão para o pagamento antecipado de faturas é realizada por investidores privados, através de plataformas de crowd factoring ou de empréstimo de crowd de faturas. 

Faturamento de acordo com o risco

Faturamento do recurso

Nesses casos, as empresas são aliviadas do risco de não pagamento por parte dos devedores.

Faturamento sem recurso

Ao contrário do recurso ao factoring, neste tipo de factoring as empresas assumem o risco total em relação ao fator para os devedores incobráveis.

Factoring por localização

Nacional

O factoring doméstico ocorre nos casos em que a empresa de factoring e o devedor estão, juridicamente falando, no mesmo país.

Internacional

Ao contrário do factoring doméstico, nestes casos as partes, seja a empresa de factoring ou o devedor, estão sediados em diferentes países.

Importação

Nesta variante, o cedente é estrangeiro e contrata o serviço com um fator na mesma jurisdição que seus devedores.

Exportação

Esta versão é o inverso do caso anterior, em que o cedente vende produtos no exterior e o devedor ou cliente está sediado no exterior. Neste caso, o fator está localizado no país do cedente. Assim, este último recebe o pagamento imediato por suas vendas sem ter que esperar que seu cliente receba a mercadoria ou faça o pagamento.

Faturamento de acordo com faturas antecipadas

Atribuição global

No caso do factoring global, as partes concordam que todas as faturas dos clientes podem ser atribuídas e é o cedente que determina a ordem na qual os pagamentos devem ser adiantados.

Atribuição pontual

Sob a tarefa ad hoc, apenas as faturas sobre as quais a cobrança deve ser adiantada são apresentadas sem que qualquer preferência prévia seja estabelecida entre elas.

Faturamento de acordo com os devedores

Setor Público

Esta é uma forma de classificar o factoring de acordo com o tipo de pessoa que deve cumprir a obrigação de pagamento. Neste caso, os devedores das faturas são do setor público.

Setor Privado

Em contraste com o caso anterior, no setor privado, os devedores são do setor corporativo.

Faturamento por número de contratos

Compartilhado

No caso do factoring compartilhado, várias partes estão envolvidas, que em conjunto oferecem o serviço ao mesmo cedente. 

Contrato único

Neste caso, o cedente celebra o contrato de factoring com uma única entidade que realiza toda a cobrança futura dos recebíveis.

Factoring conforme notificado aos devedores

Notificação

Foi utilizado nos EUA e Europa para manter em segredo a existência do factoring porque a existência do factoring da fatura era percebida pelo público e pelos fornecedores como um sintoma de fraqueza financeira do comerciante ou da empresa a ser factoring, o que conseqüentemente teve um impacto negativo sobre as vendas da empresa cujos recebíveis foram atribuídos. 

No entanto, através deste número, o fator e a parte afetada podem concordar em não notificar a cessão e o fator assume o risco conseqüente em caso de insolvência ou falência

Com Notificação

Nesses casos, o devedor é notificado de que suas faturas foram adiantadas, de modo que, uma vez que a data de vencimento ocorre, o valor deve ser pago ao fator.

Agência

Nesses casos, o cedente é nomeado como o agente de cobrança do fator, que cobra os créditos cedidos e depois remete os fundos para a entidade de factoring quando os pagamentos são efetuados.

Diferenças entre o factoring e a confirmação

Embora os instrumentos possam parecer semelhantes, a realidade é que enquanto o factoring é uma ferramenta utilizada para cobrar dívidas de empresas clientes, o Factoring Confirming ou Reverse Factoring, por outro lado, é um serviço que é contratado para o pagamento de dívidas a fornecedores.

Em ambos os casos, está envolvida uma instituição financeira; entretanto, no caso do factoring, o objetivo do factoring é obter recursos líquidos para a empresa, enquanto no caso da confirmação, o objetivo é que os fornecedores obtenham liquidez.

O confirmando é um mecanismo que não só satisfaz os fornecedores, fornecendo-lhes uma forma de cobrar suas faturas antecipadamente, mas também melhora indiretamente o poder de negociação da empresa com seus fornecedores, melhorando a imagem da empresa junto a terceiros e ajudando a reduzir o passivo no balanço da empresa. 

Chaves para o Gerenciamento de Risco de Conformidade no Século 21
Baixe nosso aplicativo

Artigos relacionados

Fluxo de caixa. O que é, tipos e como calculá-lo

Fluxo de caixa. O que é, tipos e como calculá-lo

O fluxo de caixa de uma empresa é um indicador de sua saúde econômica. Falamos sobre os tipos que existem e como calculá-lo.

1.3.2023
-
Leia o artigo
Estrutura de custos de uma empresa - o que é e como criá-la?

Estrutura de custos de uma empresa - o que é e como criá-la?

A gestão econômica e financeira de uma empresa é uma tarefa complexa. A criação de uma estrutura de custos o ajudará a administrar melhor sua empresa.

1.3.2023
-
Leia o artigo
Índice de liquidez. Interpretação e como calculá-la

Índice de liquidez. Interpretação e como calculá-la

O índice de liquidez é um dos rácios mais importantes para a gestão econômica de uma empresa. Eis como calculá-lo e interpretá-lo

1.3.2023
-
Leia o artigo

Inscreva-se

Assine a nossa newsletter

Não me interressa